Aviões militares russos violaram espaço aéreo colombiano, diz Juan Manuel Santos

Arquivado em: Mundo |

089315

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse na última terça-feira (5) que aviões de bombardeio russos que saíram da Venezuela com direção à Nicarágua violaram o espaço aéreo colombiano na última sexta-feira (1º). Segundo ele, o governo enviará uma nota de protesto às autoridades russas pelo incidente.

“Como são aviões militares e de Estado, eles deveriam ter pedido permissão e não pediram. Até agora só fizemos um pedido à nossa Chancelaria para que envie uma nota ao governo russo”, explicou o presidente Santos durante uma reunião do Conselho de Segurança do país, na cidade de Pasto, capital do departamento de Nariño, Sudoeste colombiano.

De acordo com as informações de Santos os aviões regressaram à Venezuela e depois reingressaram no espaço aéreo colombiano. “Eles foram detectados por nossos aviões de inteligência e como estavam no espaço aéreo colombiano,  foram interceptados por dois aviões Kfir nossos e obrigados a sair do nosso território”, detalhou.

A Colômbia e a Nicarágua travam uma batalha por limites marítimos no Mar do Caribe, próximo à região das ilhas de San Andrés e Providência. Em setembro, o governo do país resolveu não acatar a decisão da Corte  Internacional de Justiça, em Haia, na Holanda, que havia decidido em favor da Nicarágua, reduzindo o mar territorial colombiano na região caribenha.

Ainda não há informação confirmada por parte do governo russo de que os aviões voavam em direção à Nicaraguá.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *