Briga pelo G-6 movimenta o domingo de Série A

Arquivado em: Esportes,Geral |

Cesar Greco/Ag Palmeiras

Depois de Corinthians e Atlético-PR, a 14ª rodada do Campeonato Brasileiro continua neste domingo (16). No Allianz Parque, Palmeiras e Vitória abrem o dia de jogos às 11h. Depois, cinco jogos serão realizados às 16h: Vasco x Santos, Cruzeiro x Flamengo, Grêmio x Ponte Preta, Atlético-GO x Atlético-MG e Chapecoense x São Paulo. Às 19h, os últimos confrontos são Coritiba x Fluminense e Bahia x Avaí.
No jogo das 11h, o Palmeiras entra em campo com o objetivo de voltar para o G-6. O Verdão é o sétimo colocado, com 19 pontos. O Vitória, com 12 pontos, ocupa a 18ª posição e busca o triunfo para tentar escapar da incômoda zona de rebaixamento.
A briga pelo G-6 também promete agitar os jogos das 16h. Em Porto Alegre, o Grêmio recebe a Ponte Preta tentando diminuir a distância para o líder Corinthians – o Tricolor Gaúcho é o segundo colocado, com 25 pontos, enquanto a Macaca, com 15, está na 15ª posição. No terceiro lugar, com 23 pontos, o Santos visita o Vasco, no Nilton Santos, também com o objetivo de se manter na parte de cima. No Mineirão, Cruzeiro e Flamengo disputam um confronto direto pelas primeiras posições: o time mineiro está em sexto, com 20 pontos, enquanto o carioca está em quarto, com 23.
Correndo por fora estão Coritiba, Fluminense e Atlético-MG. Dependendo de suas forças e dos resultados da rodada, os três têm chances de figurar no G-6. O Coxa, décimo colocado, com 19 pontos, recebe o Flu no Couto Pereira. O time carioca está em 11º, com 17. Com a mesma pontuação, o Galo é o 12º e enfrenta o lanterna Atlético-GO, às 16h, no Estádio Olímpico.
Dois jogos movimentam a briga contra a zona de rebaixamento. Na 16ª posição, com 15 pontos, a Chapecoense recebe o São Paulo às 16h, na Arena Condá. Em 17º, com 12 pontos, o Tricolor Paulista busca a vitória para tentar deixar a degola. Às 19h, o Avaí visita o Bahia, no Pituaçu, com situação semelhante à do SPFC: tem 12 pontos, mas ocupa o 19º lugar por ter um gol a menos no saldo em relação ao time paulista.

Fonte: Ascom CBF