Estado terá mais 26 escolas de tempo integral em 2017

Arquivado em: Geral,Piauí |
Foto:João Pio

Foto:João Pio

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) conseguiu do Ministério da Educação (MEC) a adesão de 26 escolas ao novo regime de ensino de tempo integral, que deve atender 11.700 alunos em todo o estado, em 2017.
A adesão se deu por meio do Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral do MEC, criado pela Medida Provisória nº 746, de 22 de setembro último, que estabelece a reforma do ensino médio no país. As escolas em tempo integral devem estar implementadas até o fim do primeiro semestre de 2017.
O programa amplia a jornada escolar de 800 para 1,4 mil horas por ano, transfere recursos para as secretarias estaduais de Educação e destina 257,4 mil vagas a 572 escolas públicas, em todas as unidades da federação. A carga horária a ser cumprida pelas escolas deve ser de, no mínimo, 2.250 minutos semanais, com um mínimo de 300 minutos de aulas de língua portuguesa, 300 de matemática e 500 destinados a atividades da parte flexível do currículo.
Segundo a diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem (Unea) da Seduc, Rizalva Cardoso Rabelo, o novo modelo de ensino de tempo integral é mais exigente. “O novo modelo prevê a reprovação de escolas cuja evasão seja superior a 5% e cujos alunos não atinjam o nível de proficiência desejável. Os alunos serão avaliados pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cada escola terá apenas um diretor e um coordenador pedagógico, deixando de existir a figura do diretor-adjunto. O número de alunos é limitado a 400, além de ter o mínimo de 10 salas de aula”, relata Rizalva.
Atualmente, a Seduc possui 44 escolas em regime de tempo integral e destas, 04 foram aprovadas para funcionar no novo regime. São elas, Cemti Lima Rebelo, Ceti Marcos Parente, Cemti Moderna e Cemti Didácio Silva. Em 2017, a Seduc terá 66 escolas funcionando em regime de tempo integral, sendo 40 no velho modelo e 26 no novo. O número de alunos atendidos deve saltar de 11.397 para 21.332.
Clique aqui para mais informações sobre o Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral.

Fonte: Carla Dantas – Ccom

Deixe uma resposta