Estudar em pé melhora aprendizado, diz pesquisador americano

Arquivado em: Educação,Geral |
Imagem Reprodução

Imagem Reprodução

Todo mundo pensa que fazer exercício físico três vezes por semana é suficiente para manter um estilo de vida saudável, mas o pesquisador James Levine diz que não: o fato de uma pessoa fazer exercício, mas ficar longas horas sentada faz muito mal à saúde.
Levine  fez uma pesquisa extensa sobre o assunto e, principalmente, como afeta os adolescentes americanos e chegou a criar um nome para esse hábito chamando a “doença do sentar”. Segundo o pesquisador, duas horas em repouso são suficientes não só para baixar a taxa do bom colesterol do sangue, como aumentar a taxa de açúcar e diminuir a circulação.
Ele afirmou que ficar muito tempo parado atrapalha também  a capacidade de raciocínio. Muitas escolas americanas já adotaram mesas elevadas e a medida surpreendeu: houve um aumento nas notas dos alunos entre 10% a 15%. O estudo revela ainda que, em média, uma pessoa passa cerca de sete horas por dia sentada, mas em alguns casos, dependendo da ocupação e do estudo, chega a até 15 horas. Se for incluído o período de sono, esse tipo de sedentarismo chega a ser tão perigoso quanto o hábito de fumar.O

Fonte: G1

Deixe uma resposta