Fapepi lança novo edital de apoio à pós-graduação

Arquivado em: Educação,Geral |

Fapepi

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado do Piauí (Fapepi), Francisco Guedes, recebeu, nessa sexta-feira (07), representantes das universidades públicas do Piauí e apresentou um balanço das ações da Fundação em prol da formação de convênios que possibilitem ampliar o apoio à pesquisa cientifica, tecnológica e de inovação, e na qualificação profissional dos docentes e cursos de pós-graduação no estado.  Além disso, o presidente fez o lançamento do edital Fapepi 008/2017 Programa de Bolsas de Pós-Graduação da Fapepi. É mais um exemplo de que problemas de natureza político-econômicas não devem paralisar o desenvolvimento dos estados, em boa parte atribuído ao alto índice de apoio à ciência, tecnologia e inovação.
O objetivo do edital é conceder bolsas de mestrado, com recursos financeiros do Tesouro Estadual aos programas de pós-graduação Stricto Sensu, para propiciar a formação de recurso humanos qualificados em pesquisa científica, tecnológica e de inovação, contribuindo, assim, para o desenvolvimento econômico e social do Piauí, além de consolidar os programas de pós-graduação no estado.
“O edital é de grande importância para que os estudantes de pós-graduação do Piauí continuem a se desenvolver em suas áreas. E também para fortalecer os nossos programas de pós-graduação”, afirmou Francisco Guedes.
O reitor da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Nouga Cardoso, elogiou a atuação da Fapepi em fortalecer a pesquisa no estado. “É um momento também de comemorar o que já foi feito. A atual gestão da Fapepi está de parabéns por estar conseguindo articular tão bem as instituições e também com o governo do estado. As academias sempre aguardam as demandas do governo para que os resultados das pesquisas tragam influências na vida do cidadão piauiense. É com muita alegria que a gente festeja e vislumbra um futuro muito positivo a partir das ações empreendidas pela Fapepi”, congratulou o reitor.
O professor João Batista Lopes, pró-reitor interino de pesquisa e representando também a pró-reitora de pós-graduação da Universidade Federal do Piauí (UFPI) acrescentou que os recursos vindos do Tesouro Estadual mostram que o Piauí entende a necessidade do investimento na pesquisa científica. “Fiquei muito contente ao perceber que os recursos são oriundos do tesouro do Estado, sem parceria com CNPq. Isso mostra que nós estamos encarando a pesquisa e pós-graduação no Piauí como algo importante para o desenvolvimento do estado. ”

Fonte: Ascom Fapepi