Galvão zoa Argentina e é rebatido: não tomaram 10 a 1. Hora de ser humilde 269

Arquivado em: Esportes,Geral |
galvão seleção
Fato incomum, Galvão Bueno foi confrontado em seu programa Bem, Amigos!, do SporTV, após uma opinião. O narrador voltou a tripudiar da derrota argentina para o Equador na estreia das eliminatórias da Copa do Mundo-2018 e ouviu de um dos comentaristas que participavam do programa que o atual momento da seleção pede mais humildade e não rir de resultados dos rivais.
“Fico imaginando os tantos programas de rádio e televisão na Argentina, o que os caras tão discutindo terem perdido em casa do Equador por 2 a 0″, disse o narrador global, rindo, na atração desta segunda (12), apresentada de Fortaleza (CE), local da partida desta terça (13) à noite entre Brasil e Venezuela, pela segunda rodadas das Eliminatórias.
Contrariado com a provocação feita por Galvão, o jornalista Marco Antônio Rodrigues, um dos convidados do programa, ponderou: “mas eles não estão traumatizados, né? São vice-campeões do mundo, eles não tomaram de 10 a 1. Não foram campeões do mundo por um detalhe”, analisou, referindo-se ao vexame brasileiro na Copa do Mundo, derrotas por 7 a 1 para a Alemanha e de 3 a 0 para Holanda, enquanto os Argentinos fizeram uma equilibrada final contra os alemães, decidida com gol perto do fim da prorrogação.
“Ah bom, mas também tem o seguinte: sabe qual a última vez que conquistaram um título na vida? 1993, que foi uma Copa América jogada no Equador. E só foram para aquela final porque infelizmente o Marco Antônio Boiadeiro chutou um pênalti pra fora, senão nem tinham ido pra final. Eles têm 22 anos que não ganham nada, rapá”, rebateu o narrador, novamente atacando a Argentina, dessa vez sobre seu longo jejum de conquistas.
Marco Antônio ainda assim insistiu, lembrou que tem o jogo contra a Venezuela e pregou mais humildade, no momento de baixa da seleção, até para que o futebol brasileiro não vire motivo de piada no futuro.
“Galvão, o passado nosso de resultado é muito mais brilhante que o da Argentina, mas nesse momento o Brasil tem que ter humildade. E não vamos falar que perderam do Equador porque a gente tem um jogo amanhã. O Brasil tá na hora de ser humilde, bem humilde, lutar, tentar acertar, não vem jogando bem. Tem que ter humildade nessa hora, porque senão nós vamos rir do Brasil mais tarde”, alertou.

Fonte: UOL Esporte

Deixe uma resposta