Larissa é eleita a melhor jogadora de vôlei de praia de 2015; Ágatha e Bárbara foram a melhor dupla

Arquivado em: Esportes,Geral |
Talita e Larissa. (Foto: Getty Images)

Talita e Larissa. (Foto: Getty Images)

Assim como no masculino, o Brasil também dominou a premiação do torneio feminino da temporada 2015 do Circuito Mundial de vôlei de praia da Federação Internacional de Vôlei (FIVB). Foram quatro prêmios para o país, com destaque para Larissa, eleita a melhor jogadora do ano. A capixaba também venceu como melhor jogadora ofensiva, enquanto sua parceira Talita foi apontada com o melhor ataque. Já Ágatha e Bárbara Seixas, campeãs do tour, foram eleitas a melhor dupla.
Os votos são feitos por atletas, técnicos, árbitros e dirigentes. É a quinta vez que o Brasil termina a temporada com a melhor jogadora, em premiação que é distribuída desde 2004. As quatro atletas premiadas representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos de 2016. Assim como Bruno Schmidt, Larissa também quebrou um paradigma, sendo a jogadora mais baixa (1.74m) a receber o prêmio de melhor atleta ofensiva.
É a segunda vez que Larissa vence como melhor jogadora da temporada do Circuito Mundial. Ela já havia sido eleita em 2006, quando foi campeã ao lado da antiga parceira Juliana. O prêmio de melhor jogadora ofensiva, porém, é inédito para a capixaba, recordista em ouros, com 57 etapas FIVB conquistadas.
A sul-mato-grossense Talita, por sua vez, vence pela terceira temporada consecutiva o prêmio de melhor ataque do tour. Juntas, ela e Larissa venceram sete das nove etapas que disputaram no Circuito Mundial 2015. Ágatha e Bárbara Seixas, que venceram o Campeonato Mundial, na Holanda, além do Circuito Mundial, são eleitas pela primeira vez como melhor dupla.
Ágatha e Bárbara (Foto: Getty Images)

Ágatha e Bárbara (Foto: Getty Images)

Os outros prêmios foram distribuídos da seguinte forma: a canadense Sarah Pavan foi eleita melhor bloqueadora, enquanto sua compatriota, Heather Bansley, venceu como melhor jogadora defensiva. A holandesa Van Iersel ficou com o título de melhor levantamento, a norte-americana April Ross foi eleita melhor sacadora.
Na categoria ‘novata do ano’, vitória da finlandesa Taru Lahti. Pata Miller e Linline Matauatu, de Vanuatu, foram eleitas a jogadora mais inspiradora e a que mais evoluiu, respectivamente. Para completar, a alemã Laura Ludwig foi apontada como a esportista do ano.
Os prêmios são uma extensão da bela campanha brasileira na temporada. Foram 18 medalhas de ouro, sete de prata e sete de bronze em ambos os naipes. É o melhor resultado do país no Circuito Mundial desde 2008, quando foram conquistados 20 ouros. Naquela temporada, porém, o número de etapas foi maior que em 2015: 19 eventos femininos e 20 masculinos (em 2015 foram 16 torneios femininos e 15 masculinos).
» Premiação – feminino:

Melhor jogadora – Larissa (Brasil)
Melhor ataque – Talita (Brasil)
Melhor bloqueio – Sarah Pavan (Canadá)
Melhor jogadora defensiva – Heather Bansley (Canadá)
Melhor jogadora ofensiva – Larissa (Brasil)
Melhor levantamento – Van Iersel (Holanda)
Melhor saque – April Ross (EUA)
Novata do ano – Taru Lahti (Finlândia)
Jogadora mais inspiradora – Pata Miller (Vanuatu)
Jogadora que mais evoluiu – Linline Matauatu (Vanuatu)
Esportista do ano – Laura Ludwig (Alemanha)
Time do ano – Ágatha e Bárbara Seixas (Brasil)

Fonte: Confederação Brasileira de Vôlei

Deixe uma resposta