Moradores de Maramar reclamam de escuridão

Arquivado em: Geral,Local |
Foto: Mário Sério Paz

Foto: Mário Sério Paz

O presidente da associação de moradores do povoado de Maramar, em Luís Correia (338 km de Teresina), Mario Sérgio Paz, denunciou ao cidadeverde.com que a comunidade está abandonada. Ele afirma que falta iluminação pública há mais de dois anos e que as dunas estão tirando moradores de suas casas.

“Maramar está esquecida. Os assaltos aumentaram por conta da escuridão e a polícia só passa aqui uma vez por dia. Nós só temos os postes e a conta de energia que todo mês nos cobra a taxa de iluminação pública”, reclama Mário Paz.

O presidente da associação diz ainda que um requerimento já foi encaminhado à prefeita de Luís Correia, Adriane Maria Magalhães, mas nada foi feito até o momento em relação à manutenção dos postes.

Outra reclamação é a de que a bomba d’água da caixa que abastecia o povoado foi roubada, obrigando os moradores a comprarem água de caminhões pipa ou mineral. “Quem não pode comprar é obrigado a tomar água salobra”, denuncia.

O cidadeverde.com entrou em contato com a assessoria da prefeitura de Luís Correia e obteve a resposta de que constantemente tratores e retroescavadeiras fazem a retirada da areia levada pelo vento, não só em Maramar, mas em todas as outras comunidades.

A assessoria informou ainda que a partir de amanhã (07) será iniciado o processo de manutenção da orla de Maramar. A prefeitura disse que estará dando suporte aos moradores que estão sofrendo com a invasão da areia, bastando apenas que eles façam a solicitação.

Fonte: Arlinda Monteiro – Cidade Verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *