Pai ateia fogo na casa após filha negar abuso e é preso em Parnaíba

Arquivado em: Geral,Policial |

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Um homem de 39 anos foi preso na noite dessa sexta-feira (14) em Parnaíba, Litoral do Piauí, suspeito de estuprar a própria filha de 19 anos, agredir a mulher e atear fogo na casa da família. Segundo a polícia, ele estava embriagado e transtornado após a vítima recusar ser abusada pelo pai.
“O Gaecim [Grupamento de Atendimento Especializado a Criança, Idoso e Mulher] recebeu uma denúncia de violência doméstica no bairro São José. Ao chegar no local, os policiais perceberam que a ocorrência não era somente uma briga de casal e decidiram apurar o caso”, relatou a sargento Elineuda Martins.
Exaltado, o suspeito começou a atear fogo na casa e tentou impedir a entrada da polícia. Conforme a policial, a mulher e os quatro filhos estavam do lado de fora bastante nervosos com a situação. Depois de forçarem o portão, os policiais conseguiram prender o homem e apagaram o incêndio.
“O filho do casal mandou a irmã contar porque o pai tinha surtado. Ela então revelou que era abusada sexualmente desde os 13 anos pelo suspeito, mas naquela noite teria recusado manter relação com ele e o mesmo ficou transtornado”, contou a sargento.
Na casa, a policial revelou que chamou a atenção os vários pedaços de arma no chão. Com autorização da mulher, os policiais fizeram buscas no local e encontraram munições, armas inteiras e dois quilos de pólvora. 
Ao levar todos para a Central de Flagrantes, a mulher do suspeito contou que a família é natural de Pernambuco, mas mudou há pouco mais um mês para Parnaíba e o marido trabalhava com armeiro (ajeitando armas e vendendo munições). O homem foi autuado por violência doméstica, posse ilegal de arma e tentativa de estupro.

Fonte: G1PILeia mais aqui