Pesquisadores criam câmera de US$ 50 que supera o olho humano

Arquivado em: Entretenimento,Geral |
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Tentar tirar uma foto durante a noite pode acabar não sendo o que o usuário espera. Mesmo com ótimos níveis de resolução, as principais câmeras de smartphone não se saem tão bem quanto o olho humano na hora de capturar imagens em condições desfavoráveis. As câmeras hiperespectrais, que capturam imagens do espectro eletromagnético como o infravermelho, podem resolver o problema, mas são bastante caras. Para resolver esse problema, pesquisadores da Universidade de Washington, em parceria com a Microsoft, criaram um dispositivo capaz de transformar uma câmera simples em uma máquina que supera a visão humana.
(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Custando apenas US$ 50, a hypercam consegue capturar uma série de imagens em 17 pontos do espectro. O resultado final é parecido com uma imagem HDR, mas apresenta detalhes que não são visíveis normalmente. Em testes, os pesquisadores conseguiram obter uma taxa de 94% de sucesso para identificar através das fotos se abacates estavam maduros o suficiente para comer ou não.

Ainda há muito trabalho a fazer: por enquanto, as câmeras não apresentam bons resultados em luz brilhante, por exemplo. Outro objetivo é o de tornar o dispositivo pequeno o suficiente para funcionar com um smartphone.

Fonte: Olhar Digital

Deixe uma resposta