Preso é encontrado morto e Sindicato diz que homem foi assassinado

Arquivado em: Geral,Policial |
Foto: Viviane Alves

Foto: Viviane Alves

O Piauí registrou a quinta morte dentro do sistema prisional do estado no ano de 2017. Desta vez, a morte aconteceu na Penitenciária Regional José de Deus Barros, em Picos, no Sul do Piauí. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sinpoljuspi), Reinaldo Lopes de Moura, 28 anos, foi encontrado sem vida com sinais de enforcamento no pavilhão D da unidade prisional durante a madrugada.
Apesar dos sinais de enforcamento, para o diretor do Sinpoljuspi, Kleiton Holanda, o detento foi assassinado e não tirou a própria vida. “Existe uma lei dentro dos presídios e alguns crimes são inaceitáveis. Os companheiros de cela do Reinaldo descobriram que ele tinha estuprado a mãe e decidiram matá-lo.Os presos não aceitam, por isso eles julgam e condenam a morte quem comete este tipo de crime. Foi isso o que aconteceu”, revelou Kleiton Holanda.
Conforme o Sindicato, a unidade prisional de Picos tem capacidade para 144 vagas e hoje conta com 400 detentos. Kleiton Holanda acrescentou ainda que diante da superlotação os agentes penitenciários não tem condições de fazer a individualização dos presos por crimes.
A Secretaria de Justiça informou que está investigando a causa da morte do detento Reinaldo Lopes de Moura. A gerência do presídio informa que Reinaldo estava preso pelos crimes de extorsão, violência doméstica e estupro. A Delegacia de Homicídios e o Instituto de Medicina Legal (IML) foram acionados para fazer a perícia e proceder com os encaminhamentos necessários sobre o caso. A Secretaria de Justiça do Estado abriu sindicância para apurar as circunstâncias em que ocorreu a morte do detento e solicitou abertura de inquérito policial.

Fonte: G1 PI.com – Leia mais aqui

Deixe uma resposta