Programa Bolsa Atleta aplica mais de R$ 600 mi em 10 anos

Arquivado em: Esportes,Geral |
bolsa
O programa Bolsa Atleta realizou investimentos de mais de R$ 600 milhões desde 2005, quando foi criado. No primeiro exercício, foram patrocinados 975 atletas, com investimentos de R$ 13 milhões. Em 2015, o número de contemplados saltou para 6.093 atletas de modalidades olímpicas e paralímpicas. Os recursos são de R$ 81,6 milhões para 2015.
Nesses dez anos, foram 17 mil atletas atendidos. O balanço foi apresentado pelo coordenador-geral do Programa Bolsa Atleta do Ministério do Esporte, Mosiah Rodrigues, em audiência realizada nessa semana na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal.
“Esse crescimento é resultado do aprimoramento da Bolsa Atleta e da consolidação da iniciativa como política de Estado, garantida em Lei [Lei 10.891/2004]”, destacou Rodrigues. O Bolsa Atleta garante condições mínimas para que os atletas se dediquem, com exclusividade e tranquilidade, ao treinamento e competições,
O programa tem atualmente seis categorias de bolsas. São patrocinados atletas que tenham obtido bons resultados em competições nacionais e internacionais de suas modalidades, independentemente de sua condição econômica. O atleta contemplado recebe, no ano, o equivalente a 12 parcelas do valor definido na categoria.
Para participar da categoria Pódio, a mais alta do programa, o atleta deve estar entre os 20 primeiros no ranking da modalidade ou prova específica e ser indicado pelas respectivas entidades nacionais de administração do desporto em conjunto com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) ou Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) e o Ministério do Esporte.
Em 2015, 45,6% dos contemplados são atletas iniciantes e intermediários.Do total das categorias de atleta de base, estudantil, nacional, internacional e olímpico/paralímpico, 42% são do sexo feminino e 58% do sexo masculino. Quanto ao critério de tipo prova, 30% são de esportes coletivos e 70% de esportes individuais. Apenas 4% dos atletas contemplados declararam, no ato de adesão, receberem outros patrocínios além da Bolsa Atleta.
Já na categoria Pódio, 40% dos contemplados são do sexo feminino e 60% do sexo masculino. O número de atletas olímpicos responde por 63% do total e 37% são paralímpicos.

Fonte: Ministério do Esporte

Deixe uma resposta