Quadrilha suspeita de explodir caixas eletrônicos no Litoral do Piauí é presa

Arquivado em: Geral,Local |
Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Sete suspeitos de explodir dois caixas eletrônicos em Luís Correia e outro em uma escola particular de Teresina foram presos na noite dessa quinta-feira (12), em Parnaíba, Litoral do Piauí. Segundo o comandante do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), delegado Willame Moraes, a polícia descobriu o esconderijo da quadrilha após denúncias de populares.
“Eles foram encontrados em uma casa alugada, com bastante conforto e até piscina. Uma segunda residência também servia de apoio para quadrilha, que acreditamos ser bem maior e por isso continuamos em diligência para prender o restante dos suspeitos. Acreditamos que eles estavam em Parnaíba provavelmente fazendo levantamento de outras agências bancárias, inclusive da Caixa Econômica da cidade”, revelou.
Seis pistolas, dois revólveres, um rifle, munição e equipamentos de comunicação foram apreendidos com os suspeitos. A maioria da quadrilha é de Teresina e estava sendo acompanhados pela polícia, entre os presos estava o jovem acusado de participar do latrocínio contra o delegado Ademar Canabrava, titular do 12º Distrito Policial.
“São presos conhecidos da polícia, que voltam novamente para o sistema prisional e esperamos que agora eles fiquem por bastante tempo lá. Os suspeitos não confessaram as outras explosões, mas pelo modo de ação deles acreditamos que tenham participado de várias explosões no Norte do estado”, contou Willame Moraes.
Na última ação, os suspeitos explodiram o caixa eletrônico da Praia do Coqueiro durante a madrugada. O caixa não estava abastecido e os bandidos revoltados atiraram contra residências e veículos que estavam no local.
Uma semana antes da virada do ano um outro caixa do Banco do Brasil foi alvo também em Luís Correia. De acordo com a Polícia Militar, pelo menos quatro pessoas em um carro participaram da ação e logo em seguida se evadiram rumo ao estado do Ceará.
“Eles renderam os vigias do shopping que fica na frente da agência e colocaram os detonadores para realizar a ação. Foi uma ação bem rápida”, informou o capitão da Força Tática de Parnaíba, Bernardo Pereira.

Fonte: Catarina Costa – G1 PI – Leia mais aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *