Veja o que considerar na hora de escolher um protetor solar

Arquivado em: Entretenimento,Geral |
Divulgação

Divulgação

Com tantas opções, escolher o melhor protetor solar para o seu tipo de pele e necessidades não é tão fácil quanto parece. Segundo o dermatologista Sérgio Schalka, o fator de proteção solar é apenas um dos fatores a ser considerado. Veja abaixo o que mais deve saber antes de escolher um produto na fármacia.
1. ENTENDER O USO
Segundo o dermatologista Sérgio Schalka, o primeiro passo é entender o objetivo da proteção solar. “Existem dois fatores: se é para uso outdoor, prática esportiva, ou para uso no dia a dia. O protetor destinado à atividades de laser, de mar ou piscina, tem que ter resistência à água. Porém, elas são mais pesadas e não adequadas para o uso diário. O protetor do dia a dia deve ter uma textura mais agradável, seca e com ações cosméticas, se for o caso.”

2. O FATOR DE PROTEÇÃO SOLAR

“A gente sempre recomenda FPS 30 ou mais. Se a pessoa costuma ter uma exposição maior, pele mais clara ou antecedente de câncer de pele, sempre recomendo FPS 60 ou mais.”

3. ATENÇÃO AO UVA

Nos anos 2000, descobriu-se a importância da proteção contra o UVA (ultravioleta), responsável pelo bronzeado, ou queimaura, e também pelo envelhecimento, participação no câncer de pele e nas manchas. Segundo aponta o doutor, a proteção dos raios UVA é obrigatória, mas por outro lado é o que encarece os filtros, e por isso não está presente na quantidade adequada em todos os produtos. O conselho é buscar no rótulo o selo de proteção UVA antes de comprar, mesmo que ele saio um pouco mais caro, não vai pesar na sua pele depois.
4. TEXTURA
Buscar a textura ideal para o seu tipo de pele é fundamental para escolher um filtro confortável para você. “Se for mais oleosa, sugiro o uso de gel-creme e loção de toque seco. Se a pele for mais seca, o ideal é um produto com maior emoliência, que hidrate melhor a pele.”
5. MANCHAS E LUZ VISÍVEL
A luz visível, aquela emitida por lâmpadas e monitores também pode ser danosa para a pele e, neste caso, apenas os protetores com cor são eficazes. Se você passa muito tempo em frente ao computador, por exemplo, vale optar por uma versão com cor. Quem tem melasma também deve escolher um produto com cor, já que essas luzes influenciam também no aparecimento das manchas.
6. DOIS EM UM
São tantos os passos de beleza, que muita gente acaba pulando o protetor solar – o passo mais importante – por conta da quantidade de produtos. Escolher um protetor com ação antioxidante ajuda no controle do envelhecimento cutâneo.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta