Vereador Raphael Silva (PPL) teria cometido equívoco ao cobrar da prefeitura atraso salarial dos servidores comissionados.

Arquivado em: Geral,Local |

Vereador Raphael Silva (PPL). Foto: divulgação.

Na última sexta-feira o vereador Raphael Silva (PPL) cobrou no plenário da Câmara um suposto atraso salarial devido pela prefeitura aos servidores comissionados. Em suas alegações o vereador pontuou que, até aquela sexta-feira (02/06), alguns funcionários não haviam recebido o pagamento referente ao mês trabalhado, dando a entender que a prefeitura estaria em atrasos nos repasses salariais.
A prefeitura esclareceu que possui o direito de efetuar a remuneração dos funcionários até o dia 05 do mês subsequente. Mas, ao contrário disso, efetuou os repasses devidamente ao final do dia 30 do mês em questão, procedendo assim com o início do pagamento dentro do prazo usual e muito antes da data limite. Dessa forma, o vereador teria cometido um possível equívoco em oficializar a cobrança alegando atrasos que por lei não existiram.
Vale ressaltar que, até antes deste pronunciamento, o vereador Raphael Silva (PPL) era considerado um dos aliados da atual administração. Pois ano passado teve a oportunidade de disputar e vencer as eleições para cargo legislativo integrado a coligação partidária encabeçada pelo atual prefeito, defendido pelo então candidato durante o período eleitoral 2016.
O município de Luís Correia possui uma série de fatores que necessitam da união dos poderes em caráter emergencial para serem resolvidos. Uma das maiores expectativas da população foi depositada no vereador Raphael Silva (PPL), eleito representando a juventude local. Por outro lado, o pagamento dos funcionários sempre foi prioridade nas concepções administrativas de Kim do Caranguejo (PSB), credibilizado nas urnas por números avassaladores.
Em âmbito globalizado, certas atitudes equivocadas diminuem a confiabilidade no trabalho de qualquer profissional. No caso específico, tende a desgastar a credibilidade do legislador. Sabe-se que um dos maiores objetivos da função legislativa é o de produzir e aprovar leis de relevância social, sobretudo quando se faz parte da coligação vencedora e tida como maioria na casa. Daí por diante o trabalho legislativo torna-se ainda mais fácil de ser executado.
Outro lado:
A redação do Portal Luís Correia entrou em contato com o vereador Raphael Silva (PPL) para obter maior esclarecimento do caso:
“Utilizei a tribuna para fazer um alerta e informar que até aquela data (sexta-feira) os salários dos comissionados ainda não havia sido pagos, ou pelo menos algumas pessoas haviam entrado em contado com a gente reclamando que não havia caído na conta. Percebemos que após nossa cobrança todo o pagamento foi regularizado. Regularizado, portanto antes do prazo limit que seria dia 05. Porém, após o prazo usual que vinha sendo adotado pela administração que era dias 29 e 30. Utilizamos a tribuna para cobrar, mas acima de tudo para demonstrar nossa preocupação com relação a organização administrativa do município, cenário que se não fosse reorganizado certamente viriam as demissões”,  frisou o pretenso vereador.  

Por: Roderico Júnior, do Portal Luís Correia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *